Real digital: como anda a moeda virtual brasileira DREX?

Temos testemunhado uma crescente revolução no setor financeiro, impulsionada pela ascensão das moedas virtuais. No Brasil, não poderia ser diferente. É por isso que o Banco Central (BC) vem desenvolvendo sua própria versão virtual da nossa moeda: o real digital.

Imagine resgatar um investimento em pleno domingo e, em questão de segundos, ter o valor disponível na conta. Ou realizar um investimento em ações durante o fim de semana, sem precisar criar uma ordem na plataforma da corretora. Estas são algumas das promessas do real digital.

Neste artigo, explicaremos como funcionará a moeda digital brasileira, os benefícios e o impacto no mercado financeiro. Excelente leitura!

O que é real digital?

O real digital, atualmente chamado de DREX, é a primeira moeda virtual oficial brasileira. O dinheiro eletrônico está sendo testado pelo Banco Central e tem como objetivo facilitar as transações financeiras do dia a dia.

Em suma, funcionará como uma expansão das convencionais notas físicas de dinheiro, entretanto, será transacionada unicamente no meio digital. Ou seja, a nova moeda seguirá os mesmos padrões de valor real: cada R$ 1 equivalerá a 1 DREX.

Porque o nome mudou para DREX?

O DREX, anteriormente conhecido como real digital, recebeu esse nome para expressar todos os recentes avanços financeiros e tecnológicos do país. Cada letra representa um conceito: D (digital); R (real); E (eletrônico) e X (modernidade e interligação).

De acordo com o Banco Central, a ideia é transmitir a essência do DREX por meio de seu nome, refletindo as mudanças no cenário financeiro. Além disso, o novo nome revela uma identidade própria para essa iniciativa.

Porque o Banco Central está criando uma moeda virtual?

O Banco Central está criando uma moeda virtual brasileira, principalmente para diminuir os custos de operação bancárias, isso inclui a emissão de papel-moeda. Além disso, outra meta é aumentar os adeptos no mercado financeiro digital.

A implementação do DREX promete democratizar o acesso dos cidadãos brasileiros aos serviços financeiros, utilizando a tecnologia como ferramenta. Essa iniciativa integra um conjunto de medidas adotadas pela autoridade monetária para modernizar a economia nacional, preparando-a para a próxima era da internet, conhecida como Web3.

Adicionalmente, o DREX oferece maior segurança e rapidez na condução de diversas operações e na formalização de acordos, impulsionando a digitalização do cenário econômico.

Quais serão os impactos da DREX no mercado financeiro?

A previsão é que o DREX cause impactos positivos no mercado financeiro, tornando as transações mais seguras e eficientes. Isso se deve ao fato de o sistema utilizar a tecnologia blockchain, semelhante às criptomoedas.

Além disso, as transações serão conduzidas por meio de acordos automáticos e autônomos, com condições previamente definidas. Isso garante que os fundos sejam transferidos somente quando ambas as partes concordarem com os termos.

Quando o real digital ou DREX será lançado?

O lançamento do DREX está previsto para ocorrer entre o segundo semestre de 2024 e o início de 2025.

É fundamental destacar que mudanças dessa magnitude requerem uma gestão madura e uma compreensão profunda dos sistemas e dos atores envolvidos no negócio antes de serem implementadas.

Quer se manter atualizado sobre modernização de aplicações, cultura de dados e Data Analytics? Então, assine a newsletter da AMcom! Não perca essa oportunidade de aprimorar seus conhecimentos e alavancar sua estratégia de negócios.

Em resumo

O que é real digital?

O real digital, atualmente chamado de DREX, é a primeira moeda virtual oficial brasileira. O dinheiro eletrônico está sendo testado pelo Banco Central (BC) e tem como objetivo facilitar as transações financeiras do dia a dia.

Porque o nome mudou para DREX?

O DREX, anteriormente conhecido como real digital, recebeu esse nome para expressar todos os recentes avanços financeiros. Cada letra representa um conceito: D (digital); R (real); E (eletrônico) e X (modernidade e interligação).

Porque o Banco Central está criando uma moeda virtual?

O Banco Central está criando uma moeda virtual brasileira, principalmente para diminuir os custos de operação bancárias, isso inclui a emissão de papel-moeda. Além disso, outra meta é aumentar os adeptos no mercado financeiro digital.

Quando o real digital ou DREX será lançado?

O lançamento do DREX está previsto para ocorrer entre o segundo semestre de 2024 e o início de 2025.

CANAL DE ÉTICA E CONDUTA

O Código de Ética e Conduta da AMcom expressa a forma de atuação da empresa em todos os seus negócios, orientando o modo pelo qual seus colaboradores e terceiros devem se comportar e agir em relação aos temas nele abordados.

Ele reúne as principais diretrizes éticas, normas internas e o dever de conformidade com leis e normas externas, especialmente aquelas voltadas ao combate à corrupção, suborno e lavagem de dinheiro, ao assédio e a toda e qualquer prática irregular.

Ele dispõe, ainda, de regras relacionadas aos comportamentos desejados na empresa e que devem ser adotadas por todos, e estimula que seja utilizado o Canal de Denúncia imediatamente caso haja qualquer violação ao código.